Como a secretaria se organiza para o segundo semestre?

06/06/2018 | Conviva Educação
Cover 27083065415 32163623b2 k

Enquanto os professores se preparam para encerrar o primeiro semestre letivo, a equipe da secretaria municipal de educação já precisa organizar os próximos meses das escolas. Williams Panfile (Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado/ BA e presidente da Undime/ BA) chama a atenção para as secretarias promoverem momentos de estudo sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), discutindo o documento com os educadores para que as propostas sejam compreendidas e a implementação da Base ocorra de fato. “Destaco também a importância do constante monitoramento do Plano Municipal de Educação, para que as ações estejam alinhadas com as metas estabelecidas. Sugiro ainda que as secretarias verifiquem quais licitações precisam começar a ser organizadas para o adequado início das aulas de 2019”, complementa.

 

A seguir, veja as demais ações que devem ser prioridade das secretarias para que nada fique para trás:

Acompanhar receitas e despesas

Em momentos de muitos gastos e pouca receita, estar atento aos recursos é essencial (saiba mais na área Orçamentária e Financeira). “A secretaria precisa monitorar a verba disponível mês a mês e fazer estimativas para os períodos seguintes. Em nosso município, por exemplo, junho é momento de pagamento da primeira parcela do décimo terceiro dos profissionais da educação e no segundo semestre há os custos com a segunda parcela e as férias. Essas e outras despesas precisam ser contabilizadas para que os demais compromissos sejam também cumpridos”, indica André Lemes da Silva (Dirigente Municipal de Educação de Rio Grande/ RS e presidente da Undime/ RS).

Ele salienta outra ação que deve ser contemplada pelo dirigente: a criação do CNPJ próprio até 27 de julho, conforme orientação do FNDE (leia detalhes nesta reportagem). Segundo a regra, quem não cumprir com o prazo está sujeito às penalidades a serem impostas pelos órgãos de fiscalização e controle (Controladoria Geral da União, Ministério Público e Tribunal de Contas) quanto à aplicação dos recursos do Fundeb.

Como o Conviva apoia seu trabalho: Na Ferramenta de Receitas e Despesas, você preenche suas informações e faz um acompanhamento constante da situação e da evolução das contas para que, se for necessário, possa redefinir as ações que estão por vir.

 

Revisar o calendário escolar

Em alguma das suas escolas as aulas precisaram ser interrompidas momentaneamente no primeiro semestre? Houve paralização dos profissionais, imprevistos ou reformas que alteraram os dias letivos? Então adapte o que for necessário no Calendário do próximo semestre e organize já as reposições (leia mais na área de Estrutura e Documentação).

Como o Conviva apoia seu trabalho: Na Ferramenta de Calendário, a secretaria consegue fazer cálculos automáticos dos dias letivos, marcar eventos e enviar a cada uma das escolas.

 

Verificar cardápios e estoques de produtos

Para que o segundo semestre comece com tudo em ordem, é essencial conferir quais itens alimentícios foram utilizados, a quantidade disponível em estoque e o que precisa ser adquirido. Revise os cardápios para fazer alguma adaptação relativa à sazonalidade, mantendo a qualidade e a variedade necessárias e, se possível, otimizando recursos.

Em relação aos outros produtos necessários nas escolas, como materiais de uso dos estudantes ou para limpeza, verifique a quantidade disponível em estoque. Com base nos usos do primeiro semestre, estime o quanto será usado nos próximos meses e se é necessário encaminhar uma nova licitação de compra (leia mais na área de Gestão da Alimentação Escolar e de Gestão Administrativa)

Como o Conviva apoia seu trabalho: Na Ferramenta de Cardápio, os profissionais organizam as refeições que serão servidas, respeitando as características nutricionais necessárias para cada faixa etária e quais cardápios devem ser seguidos por cada escola. Na Ferramenta de Estoques, controle os produtos disponíveis e o que precisa ser adquirido.

 

Adaptar as rotas de transporte escolar

Sabendo que o ingresso de novos estudantes e as transferências entre escolas são constantes, o transporte escolar precisa ser revisto para atender corretamente a demanda (leia mais na área de Gestão do Transporte Escolar). Veja se é importante corrigir rotas já ativas e, paralelamente, organize momentos de escuta das famílias e comunidades para traçar um diagnóstico dos pontos a melhorar. Aproveite os dias de recesso do meio do ano para providenciar manutenção dos veículos, renovação de documentação e formação dos condutores. Planeje o segundo semestre já, levando em conta alguma mudança no calendário escolar, endereço das escolas e horários das aulas.

Como o Conviva apoia seu trabalho: Na Ferramenta de Rotas do Transporte Escolar, é possível localizar no mapa a casa dos estudantes, as escolas, organizando os melhores percursos entre os pontos e otimizando custo e tempo.

 

Analisar os espaços escolares

A secretaria municipal de educação precisa estar atenta para verificar se os espaços escolares estão adequados para os momentos de ensino e aprendizagem (leia mais na área de Gestão Pedagógica). Classificar as melhorias necessárias nos espaços de acordo com o que é manutenção, prevenção, urgência e emergência colabora para a construção de um cronograma e priorização de custos. “O recesso entre o primeiro e o segundo semestres é um período curto, mas que em Rio Grande aproveitamos para fazer as limpezas mais pesadas. Também é importante verificar a necessidade de realizar ajustes em telhados, limpeza de caixas d’água e refazer a pintura, por exemplo, enquanto a escola está mais vazia”, indica André.

Lembre-se: espaços adequados são essenciais para que as crianças aprendam e professores consigam exercer sua função com qualidade. Por isso, direcione os recursos da secretaria com a intenção de que as ações planejadas ou os serviços contratados sejam importantes para aquela comunidade.

Como o Conviva apoia seu trabalho: Na Ferramenta de Espaços Escolares, a secretaria encontra um roteiro de visita às escolas, favorecendo que a análise dos locais traga informações suficientes para um planejamento das melhorias nas escolas.

Nas quatro fotos a seguir, veja alguns encontros formativos e reuniões realizadas com a equipe da Secretaria de Rio Grande (RS), onde André é Dirigente Municipal (as outras imagens que ilustram esta reportagem são registro de Novo Horizonte (BA), município vencedor da Ação de Reconhecimento do Conviva em 2015):

  

 

Notícias Relacionadas