Como municípios brasileiros enfrentam seus desafios de gestão

09/01/2019 | Conviva Educação
Cover ban users todos 1

Em 2018, fizemos cinco reportagens mostrando como alguns dos municípios que mais utilizam a plataforma Conviva Educação estão trabalhando para melhorar a gestão da educação. Dezessete secretarias de educação de todas as regiões brasileiras compartilharam conosco suas iniciativas, conforme você encontra nos links abaixo:

Região Sudeste: Nova Serrana (MG), Araçariguama (SP), Mendes (RJ) e João Neiva (ES);

Região Sul: Cunhataí (SC), Turuçu (RS) e Apucarana (PR);

Região Nordeste: Maracás (BA), Boa Viagem (CE), Peri Mirim (MA) e Brejão (PE);

Região Centro-Oeste: Chapada dos Guimarães (MT), Deodápolis (MS) e Mundo Novo (GO);

Região Norte: Abreulândia (TO), Campo Novo de Rondônia (RO) e Manicoré (AM).

Para elaborar esses materiais, conversamos com Dirigentes Municipais de Educação e técnicos das secretarias, recebemos vídeos e fotos elaborados por cada um resumindo suas atuações, e ficamos felizes com o resultado: os conteúdos tiveram mais de 2800 visualizações!

A seguir, você encontra trechos dos depoimentos, que nos mostram como é possível fazer uma gestão cada dia melhor:

 

O Plano Municipal de Educação no alvo da secretaria de Araçariguama, em São Paulo

“Na ferramenta de PME é possível analisar cada passo, estratégia e objetivo, avaliando se cada um foi atingido e o que deve ser priorizado. Há pouco tempo, fizemos um chamado público no município e organizamos os convidados em oficinas sobre cada uma das metas. Os dados registrados no Conviva foram úteis para apresentar as informações de forma organizada e discutir as ações. No final do encontro, colhemos sugestões sobre como atingirmos nossos objetivos.” Depoimentos de Suzana Aparecida Pedroso e Fernando Cunha, técnicos da secretaria municipal de educação de Araçariguama (SP).

 

 

A organização da secretaria de Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso

“Para alcançar esses objetivos, realizamos várias iniciativas. Entre elas, está a planilha que registra as ações feitas no Conviva: cada membro tem uma responsabilidade no preenchimento das ferramentas, conforme o setor em que atua, e um prazo para terminar o serviço. Quando cada um faz sua parte, quem ganha é a gestão e, porque não, os estudantes.” Depoimento de Hellen Cristina Xavier Moreira, Dirigente Municipal de Educação de Chapada dos Guimarães (MT).

 

 

O controle sistemático dos gastos em Cunhataí, em Santa Catarina

“Emitimos a cada dois meses o relatório das receitas e despesas para analisar onde precisamos economizar ou replanejar. Fazemos reuniões com as equipes de cada área e agora temos informações precisas para apresentar, trazendo mais objetividade para as decisões.Depoimento de Kelli Mezzaroba, técnica da secretaria municipal de educação de Cunhataí (SC)

 

Uso dos dados oficiais para o planejamento em Boa Viagem, no Ceará

“Desde que fizemos a importação dos dados do Censo Escolar 2017 no Conviva temos nos organizado para que cada escola da rede municipal fique responsável por atualizar os dados dos alunos (quantidade, nome e situação) e da sua instituição (dados técnicos, necessidades de investimentos e projetos desenvolvidos). Antes disso, a Dirigente Municipal de Educação (DME) precisava pedir dados a diferentes pessoas, e agora apenas consulta a plataforma e verifica o que precisa. Saber a formação dos profissionais e os cursos feitos, planejamos quais temas de estudo coletivo são mais importantes. Com as informações sobre quantos estão de licença, verificamos se é necessário fazer transferências para complementar o quadro de docentes.” Depoimento de Rossinauda Araújo, técnica da secretaria municipal de educação de Boa Viagem (CE)

 

A avaliação dos resultados em Campo Novo de Rondônia, estado de Rondônia

“Em 2018, foi a vez de fazermos nossa primeira avaliação municipal. A primeira prova já foi aplicada e a segunda será realizada no fim do ano letivo. Com os resultados do primeiro semestre em mãos, pudemos analisar os acertos e os erros dos estudantes e fazer devolutivas para que as escolas explorassem o que era preciso avançar. Trabalhamos muito neste ano, com diversas estratégias para apoiar nossas escolas e estudantes para melhoria da educação: o Programa Mais Alfabetização, o PNAIC e o Novo Mais Educação fizeram parte de nossa rotina, assim como os estudos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Estamos montando uma escola de formação continuada com foco nas dificuldades dos alunos, organizando o repasse direto para a escola, planejando quais serão as ações da semana pedagógica que antecede o ano letivo de 2019 e fazendo a integração do planejamento municipal e das escolas.” Depoimento de Wilma Aparecida do Carmo Ferreira, Dirigente Municipal de Educação de Campo Novo de Rondônia (RO).

Notícias Relacionadas