Undime Paraná lota auditório ao debater gestão das políticas públicas educacionais

04/04/2018 | Undime

A Undime Paraná reuniu 420 participantes no Fórum Estadual da seccional, nesta terça-feira, 3 abril. O evento, realizado no Teatro da Federação Espírita do Paraná, localizado na capital Curitiba, pautou o tema "O Dirigente Municipal de Educação e a gestão das políticas públicas educacionais" e contou com a participação de dirigentes e membros das equipes técnicas das secretarias.

A abertura dos trabalhos foi abrilhantada pela apresentação da dupla dos Jovens Tenores do Brasil, Delazeri e Juan Pablo, campeã do quadro "Quem Sabe Canta", do Programa Raul Gil (SBT), que emocionou toda a plateia.

O presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Alto Santo (CE), Alessio Costa Lima, foi convidado para participar da mesa de abertura juntamente a presidente da Undime Paraná e dirigente de educação de Apucarana (PR), Marli Fernandes da Silva; o representante do Ministério da Educação (MEC) e diretor de Programa, Ektor Passini; a consultora do MEC, Marialba Carneiro; o presidente do Conselho Estadual de Educação, Oscar Alves; a secretária de Educação do Estado do Paraná, Ana Seres Comin; o prefeito de Apucarana (PR), Carlos Alberto Gebrim, vice presidente da associação dos Prefeitos do Paraná; a representante da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme), Ana Lúcia Rodrigues; e a vice presidente da Undime Paraná, Márcia Baldini, dirigente de educação de Cascavel (PR).

Ao discursar para os participantes, o presidente da Undime destacou importância dos fóruns estaduais para fortalecimento da instituição e integração dos dirigentes municipais, uma vez que essa articulação é essencial para nos preparamos para enfrentar os desafios e adversidades no âmbito da educação.

Além disso, Alessio falou sobre alguns assuntos para quais os gestores devem se atentar. Entre eles, as Propostas de Emenda à Constituição (PEC) - PEC 15/2015 e PEC 24/ 2017 - que tramitam no Congresso Nacional com o objetivo de tornar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) permanente. Ele lembrou que esse assunto é urgente e que ambas as propostas sinalizam para a necessidade de a União aumentar os percentuais de complementação do Fundeb, o que representaria mais recursos para estados e municípios.

Outro ponto para o qual o presidente da Undime chamou a atenção foi a discussão sobre a importância da educação infantil e, em especial, as creches. "Precisamos assegurar melhores condições de financiamento em detrimento da sua oferta de forma precarizada. Essa deve ser uma bandeira de luta da Undime para etapas que antecedem a Conae [Conferêncial Nacional de Educação]", disse ele.

O Fórum da Undime Paraná termina na quarta-feira (4) e a programação terá palestras sobre a operacionalização do sistema do Plano de Ações Articuladas (PAR), a alteração do órgão executor das contas da educação e prestação de contas; Base Nacional Comum Curricular (BNCC); e convênios da Educação. Além disso, na ocasião, foi lançado o curso Gestão para a Educação Municipal (GEM) cujas inscrições já se encontram abertas por meio do link http://gem.mec.gov.br/site/.

 

Notícias Relacionadas