Mais de 91 mil responderam sobre gravidez na adolescência

03/05/2019 | Inep/ Foto: Honestdocs

O número de escolas que respondeu ao questionário sobre a quantidade de casos de gravidez em adolescentes escolares quadruplicou em 2018. O número de respostas passou de, aproximadamente, 20 mil, em 2017, para 91 mil, em 2018. Os dados são do Programa Saúde na Escola, do Ministério da Saúde, que em parceria com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou o questionário durante a coleta da Situação do Aluno, do Censo Escolar 2018.

As informações sobre os casos de gravidez em adolescentes escolares foram coletadas entre 4 de fevereiro a 15 de abril de 2019, por meio de link disponibilizado no Sistema Educacenso. Foram envolvidas escolas das redes pública e privada de ensino. A responsabilidade pela resposta ao questionário foi dos gestores escolares. Eles precisaram informar os casos de gravidez na adolescência, em alunas de suas escolas, no ano de 2018. Foram considerados os casos de gravidez na faixa etária de 10 a 19 anos de idade.

O trabalho desenvolvido pelos Ministérios da Saúde e Educação, por meio do Programa Saúde na Escola, tem como objetivo fortalecer ações conjuntas para reduzir o número de casos de gravidez na adolescência, além da garantia do cuidado integral às adolescentes grávidas. Nesse contexto, a pesquisa integra a proposta de contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de prevenção e atenção à saúde a fim de diminuir as vulnerabilidades que comprometem o desenvolvimento de crianças e adolescentes na trajetória escolar. Os dados da pesquisa serão divulgados pelo Ministério da Saúde.

https://bit.ly/2GZwabz 

Título original: Mais de 91 mil escolas responderam ao questionário sobre gravidez na adolescência disponibilizado no Educacenso

Notícias Relacionadas