Municípios capixabas são destaque em premiação

28/03/2019 | Conviva Educação

Em fevereiro de 2019, ocorreu em São Paulo a oficina dos municípios participantes da Parceria pela Valorização da Educação (PVE), iniciativa do Instituto Votorantim que completa 11 anos de atividade (saiba mais neste link).

A programação incluiu palestras com formadores e mobilizadores da Parceria, análise de resultados alcançados com os 104 municípios envolvidos, rodas de conversa e a comemoração dos ganhadores do Prêmio PVE 2018.

O Conviva esteve no evento e conversou com as Secretárias de Educação de Ibiraçu e de Aracruz, ambos municípios do Espírito Santo. As localidades foram vencedoras da categoria Destaque Nacional (veja a lista completa de ganhadores clicando aqui). Abaixo, veja a entrevista sobre as ações realizadas pelas equipes e os resultados alcançados:

 

O dia a dia de Aracruz (ES): planejamento, avaliação e intervenção

Antes de assumir a secretaria municipal de educação de Aracruz, Ilza Rodrigues Realli atuou como professora: “Eu estava afastada da sala de aula há tempos e precisava passar novamente pela experiência da docência!”, conta. Na escola, sentiu que a gestão se fazia presente apenas com recados e orientações, mas não com formações ou monitoramento.

“Em 2017, quando voltei para a secretaria, tinha maior clareza do que deveria ser feito. Montei uma equipe técnica comprometida com apoio para os educadores e os avanços da educação. Começamos um ciclo de trabalho que envolve planejamento, avaliação e intervenção”, diz.

Clique abaixo e ouça trecho do depoimento de Ilza sobre PVE, trabalho da secretaria e das escolas:

Foram implementados diagnósticos trimestrais (março, julho, outubro e novembro) dos alunos. Nas turmas que apresentam desempenho abaixo do esperado, são realizadas reuniões com os educadores para verificarem formas de recuperação. “O PVE veio fortalecer esse processo de avaliação e das intervenções, e os avanços do IDEB na grande maioria das escolas mostram que estamos no caminho certo!” conta a gestora.

Ela explica que são realizados plantões pedagógicos na secretaria para atendimento aos gestores escolares, com discussões sobre os resultados das unidades. A cada ano os diretores passam por avaliações e a escola também decide pela continuidade do trabalho do profissional.

 

Em Ibiraçu (ES), mobilização da secretaria, das escolas e da comunidade geraram avanços no IDEB

“Trabalhávamos muito na secretaria, mas a sensação é que não havia foco, então os resultados não apareciam”, conta Valéria dos Santos Rosalém, Dirigente Municipal de Educação de Ibiraçu. Quando a secretaria conheceu o PVE e viu a possibilidade de ter o apoio do programa, abraçou a iniciativa.

Investiram em formação de serventes, professores, gestores e demais profissionais, e cada um passou a ter mais clareza de seu papel.

Veja o que a dirigente diz sobre formação e os avanços de uma turma de 5º ano que “não aprendia”:

A avaliação da aprendizagem agora é realizada com frequência, e os estudantes encaram as provas com mais tranquilidade. As aulas de reforço são realizadas ao longo do ano, com educadores contratados especialmente para suprir essa demanda. “Todas as crianças aprendem, às vezes de diferentes formas e tempos. Mas aprendem. Cabe a nós proporcionar as aprendizagens significativas de que elas precisam.”

Clique abaixo e ouça trecho do depoimento de Valéria sobre o aumento do IDEB:

“Nosso município tem 13 mil habitantes e 11 escolas. A aproximação com as escolas é relativamente fácil, com visitas permanentes da equipe da secretaria nas escolas e dos gestores na secretaria”, diz. O envolvimento com a comunidade hoje é frequente, porque as famílias passaram a acreditar que sua presença fazia a diferença na aprendizagem dos estudantes. No desfile cívico sobre leitura, por exemplo, Valéria conta que estiveram presentes 5 mil pessoas!

As ações da secretaria incluíram a reorganização do transporte escolar, com adequação das rotas e compra de novos veículos, inclusive para transportar os educadores que lecionam na escola rural.

“Acredito que a escolha do nosso município como destaque do Prêmio PVE ocorreu porque a mobilização foi grande nas três frentes: gestores educacionais, gestores escolares e mobilização para trabalhar com um objetivo só”, finaliza a dirigente.

 

Imagem do topo: montagem sobre foto de Panóptica Multimídia

Notícias Relacionadas